Stephen Hawking- o gênio e a ciência

Esta semana a humanidade perdeu uma das pessoas mais brilhantes que já passaram por este mundo, Stephen Willian Hawking, um dos maiores físicos teóricos da atualidade. Herdeiro da cosmologia...

Geral
Por: Colunista Geral
IMG-20180318-WA0070

Esta semana a humanidade perdeu uma das pessoas mais brilhantes que já passaram por este mundo, Stephen Willian Hawking, um dos maiores físicos teóricos da atualidade. Herdeiro da cosmologia clássica a ele pertence a cátedra onde já sentaram Galileu Galilei, Isaac Newton e Einstein. Tão brilhante quanto muitos cientistas do século passado tais como Einstein, Heisenberg, Louis Pauli, Paul Dirac e Max Planck, o gênio de Cambridge navegou entre matemáticos, físicos, cosmológos, filósofos da ciência entre outros epistemólogos. Deixou uma vasta obra de pesquisa científica consubstanciada entre livros de fácil entendimento para leigos da física, bem como  trabalhos mais complexos para os especialistas da área. Dentre seus livros podemos destacar: “Uma breve história do tempo: do Big Bang aos buracos negros; Buracos negros, universos bebês  e outros ensaios;  O fim da física; A natureza do espaço e do tempo; Breve história do tempo ilustrada; O universo numa casca de noz; O futuro do espaço tempo; Os gênios da ciência: sobre ombros de gigantes; Uma nova história do tempo; Brevíssima história do tempo; George e o segredo do universo; O grande projeto e por fim em 2013 seu último trabalho, Minha breve história. Em sua trajetória intelectual Hawking recebeu inúmeros títulos, medalhas e premiações, sendo os mais importantes, a Medalha Albert Einstein em 1979, a Ordem de comandante do Imperio britânico em 1982, Membro de ouro da Royal astronomical society em 1985,  Título de companheiro de honra da Rainha Elizabeth II entre outros não menos importantes. Hawking tambem foi lembrado em muitos documentários, programas televisivos e filmes, sendo o último lançado em 2014, onde mostra uma biografia de sua vida com o título ” A teoria de tudo” .    Na introdução de seu primeiro clássico “uma Breve história do tempo o grande físico da universidade de Cornell,  Carl Sagan asseverou que a obra de Hawking  “.. é também um livro sobre Deus…ou talvez sobre sua ausência. A palavra Deus invade suas páginas. Hawking embrenhou-se numa busca profunda para responder à famosa colocação de Einstein sobre a possibilidade de escolha que Deus possa ter tido para criar o universo. Hawking como ele mesmo afirma explicitamente, tenta compreender a mente de Deus. Isso torna a conclusão desse esforço completamente surpreendente: o universo sem limite no espaço, sem começo ou fim, e sem nada que um criador pudesse fazer.” Alguns podem acusá-lo de ateísmo ou por não ter professado nenhuma religião; todavia vale lembrar que muito jovem ele contraiu uma das mais terríveis doenças chamada” esclerose lateral amiotrófica”, uma doença neuromotora que paralisou seu corpo do pescoço para baixo. Segundo a medicina Hawking não chegaria aos 30 anos de idade; mas quebrando todas as previsões médicas ele chegou aos 76 anos. Muitas pessoas prefeririam a morte a viver na situação de limitação em que ele vivia. Nem por isso deixou de trabalhar e usar a ferramenta mais poderosa que Deus nos deu, o cérebro.  Afirmava para espanto de todos que era feliz e que não desejava mais nada. Nele vemos um homem que aceitou o seu destino, e enquanto prescrutava o propósito divino, de uma forma incrível desenvolveu o seu propósito e não deixou de viver. Hawking será eternizado pela sua obra, mas nunca será esquecido pela sua perseverança. Como dizia Carl Sagan,  a obra de Hawking não discorre apenas sobre a ciência, mas acima de tudo é um ato de extrema lucidez e também de coragem. Para nós fica a pergunta: será que Hawking conseguiu as respostas que esperava lhe serem reveladas antes da sua morte!?  Teria Deus revelado os íntimos segredos que regem este mundo e a natureza ao seu fiel secretario da Razão. O decifrador de enigmas deixa para nós mais um mistério. E viva o genio!!

 

(Fontes:” Uma breve história do tempo, Carl Sagan, Wikipedia, Jane Hawking)

 

 

José Pedro Idalino

Eu sou o professor Jose Pedro Idalino, e sou natural de Turvo, filho da capital Turvo Baixo. De 1979 a 1985 fui seminarista da Ordem dos servos de Maria. Me formei na PUC do Paraná em 1987 com licenciatura em Filosofia e bacharelado em História e psicologia. Iniciei minha carreira de professor, começando no Pedro Simon em Ermo depois Jorge Shultz e colégio estadual de Turvo atual EEB Joao Colodel, no qual estou a 29 anos e hoje atuo na direção do Colégio pela segunda vez. Trabalhei como professor também em escolas particulares como Objetivo, Energia e Universidades como Unisul, Unibave e Unesc. Na Unesc fiz pós graduação em História e Mestrado em Educação. Atuei como professor por 15 anos em cursos como História, Matemática, letras, arquitetura, enfermagem, Artes visuais, Psicologia, Engenharia de materiais, Pedagogia, Administração comercio Exterior e Direito.