“Pra Sempre Lembrados”: Chape anuncia homenagens para dia que marcará dois anos da tragédia na Colômbia

O mês de novembro, para a Associação Chapecoense de Futebol, é repleto de recordações. Há dois anos, depois de uma série de resultados extraordinários dentro de campo e da...

Esportes
Por: Colunista Esportes
WhatsApp_Image_2018-11-27_at_10.46_.46_

O mês de novembro, para a Associação Chapecoense de Futebol, é repleto de recordações. Há dois anos, depois de uma série de resultados extraordinários dentro de campo e da inédita classificação à final da Sul-Americana, o clube acabou enfrentando a perda de atletas, comissão técnica, dirigentes, torcedores, e, acima de tudo, amigos. Desde então, o trabalho passou pela reconstrução, pela consolidação, por honrar o legado, por assistir as famílias e, principalmente, por manter vivas as memórias.

De modo a lembrar, da melhor maneira, dos saudosos e eternos guerreiros, a Chapecoense se reuniu com a Fundação Vidas – composta por membros do clube e representes das famílias e oficializada, em outubro, a fim de oferecer suporte aos familiares durante o período dos pedidos de indenização – para organizar uma homenagem.

A intenção maior, manifestada, principalmente, pela Fundação, foi promover uma homenagem marcante, mas singela. Deste modo, a partir do mote “Pra Sempre Lembrados”, optou-se pela realização de um culto ecumênico no dia 29 de novembro. A celebração acontecerá no Átrio Daví Barela Dávi, às 21h, e contará com a apresentação do Coral de Chapecó e a presença do 14º Regimento de Cavalaria Mecanizado de São Miguel do Oeste, que receberá homenagem pelos préstimos na época do acidente. Além do culto – que será o ponto alto das homenagens – o túnel “Pra Sempre Chape”, na Arena Condá, ficará aberto entre às 9h e 21h para visitação do público.

O convite para participar das homenagens é aberto e estendido a todo o público. Para tornar o momento ainda mais bonito, a Chapecoense pede que todos os torcedores compareçam à cerimônia ecumênica vestindo branco. Além disso, o clube pede que, mesmo em caso de chuva, o público compareça, lembrando que muitos momentos emblemáticos da história do time aconteceram nessas situações.

Cristina Possamai

Natural de Turvo (SC). Jornalista formada. Aficionada pelo mundo do esporte com experiência na cobertura do Criciúma nas séries A, B e C do Brasileirão. Participação na área de Operações de Imprensa na Arena da Baixada (Curitiba) durante a Copa do Mundo de 2014 e atuação nas Olimpíadas do Rio 2016 no Maracanã e no Estádio Nilton Santos.