Falha em arquitetura de processadores expõe todo o planeta a risco

Os pesquisadores do Google haviam descoberto ainda em 2017, uma falha gigante na arquitetura de processadores no que tange a execução especulativa, que tenta prever os próximos cálculos e...

Tecnologia
Por: Daniel Borges
meltdown-spectre

Os pesquisadores do Google haviam descoberto ainda em 2017, uma falha gigante na arquitetura de processadores no que tange a execução especulativa, que tenta prever os próximos cálculos e os executa em paralelo para acelerar a “fila de processamento”. Acontece que os processadores não checam as permissões e acabam “entregando” os dados destas execuções, podendo causar comprometimento de informações.

Um programa malicioso escrito com esse propósito pode acessar dados da memória kernel do sistema e dados de outros aplicativos, que deveria ser isolada dos processos do usuário. Isso inclui arquivos e até senhas.

Os pesquisadores da Universidade de Tecnologia de Graz, da Áustria nomearam três métodos de ataque: o Meltdown e outras duas vulnerabilidades que foram chamadas de Spectre. A Meltdown quebra o isolamento entre a memória kernel e a aplicação, e as Spectre permitem que uma aplicação acesse dados de outra.

Inicialmente foi noticiado que somente processadores da fabricante Intel seriam afetados, mas mais tarde a informação foi retificada para incluir processadores AMD e ARM. Ou seja, qualquer computador pessoal, servidor ou smartphone do planeta pode ser afetado!

Não há como consertar a falha diretamente no hardware, mas as empresas de software podem reescrever o código dos sistemas operacionais para separar os dados da memória kernel da memória do usuário. O custo deste ajuste pode ser a redução de desempenho da CPU de 5% a 30%. Para usuários finais, dificilmente a mudança poderá ser sentida, mas para grandes empresas que trabalham com nuvem, como a Amazon e Google, serão umas das mais afetadas. Nas próximas semanas, as grandes empresas de software já devem ter providenciado a correção.

Fonte: Gizmodo

Daniel F Borges

Atualmente cursa Ciência da Computação em sua reta final e é Analista de Sistemas e líder do setor de Tecnologia da Informação em uma instituição hospitalar da região. Nascido e residente em Turvo – SC, trabalha na área de Tecnologia da Informação há 14 anos.

 Mídia social: facebook.com/porongo51