EEB João Colodel implanta projeto “Ordem , disciplina e cidadania””

O início da semana da pátria foi marcado pela implantação de um novo projeto para escola João Colodel. A escola já há algum tempo firmou parceria com a polícia...

Geral
Por: Colunista Geral
IMG-20190915-WA0053

O início da semana da pátria foi marcado pela implantação de um novo projeto para escola João Colodel. A escola já há algum tempo firmou parceria com a polícia militar do município; palestras sobre trânsito, drogas, bullying entre outras são recorrentes na unidade escolar além de intervenções quando ocorre um ato infracional mais grave. No começo do ano letivo o Sargento Piccolo já havia colocado o projeto para a direção da escola e foi firmado um acordo para iniciar o projeto a partir do segundo semestre. No mês de agosto a direção convocou os professores para ouvir a proposta do projeto pelo Sargento Picolo e a seguir foi deliberado por maioria que a aplicação do mesmo seria importante para a escola. Desta forma a partir do dia 02/09 os coordenadores do projeto, Rogério Ferrigo, Comandante da 3° CIA/19° BPM, 3° Sargento Marcelo Picolo, escrevente do projeto, Soldado Edmilson
Schimitz, colaborador, estiveram na escola nos três turnos para explicar aos professores e alunos a aplicação prática do projeto. O projeto cujo título é “ordem, disciplina e cidadania” tem por objetivo implantar uma rotina disciplinar para estabelecer a ordem e promover a cidadania aos alunos das escolas da rede estadual de educação do município de Turvo. Tal projeto não possui uma característica militarista ou punitiva, mas acima de tudo visa resgatar e desenvolver os valores, os bons costumes, e os princípios gerais da boa educação para que os educandos se tornem boas pessoas e bons cidadãos. Objetiva também estabelecer uma relação de confiança e cooperação mútua entre a instituição escolar, a Polícia militar e a comunidade escolar de Turvo. Um conjunto de ações ficou acordado a ser colocado em prática diuturnamente pela escola parceira:
– A escola fica responsável na implantação da rotina disciplinar através da direção e professores.
– No início de cada período de aula os alunos entrarão em forma e posição solene e de respeito aos símbolos nacionais ao cantar os hinos cívicos.
– Os deslocamentos em direção às salas de aula se darão de forma organizada, perfilados em ordem do menor para o maior. Ao chegar nas salas os alunos ficam responsáveis para receber o professor a partir de comandos mantendo sempre a ordem e o respeito.
– Aos alunos cabem o respeito aos comandos, e a todo ordenamento aplicado durante o processo. Os desvios de comportamentos serão dirimidos pela direção escolar.
Quanto a polícia militar coube a responsabilidade do treinamento inicial a alunos e professores, e posteriormente continuará dando suporte técnico para o bom desenvolvimento do projeto na escola. O projeto está apenas em sua fase inicial, todavia já conta com a apoio da maioria da comunidade escolar, e os pais tem manifestado apoio pela iniciativa. O ser humano precisa aprender a respeitar as regras, a viver de forma ordeira seja nos espaços públicos ou privados, conviver de forma harmoniosa e solidária com seu semelhante sendo responsável pelos seus atos. A escola pode ser um espaço que através da disciplina prepara nossos educandos para o verdadeiro exercício da cidadania. Parabenizamos portanto a bela iniciativa desta parceria entre e escola e polícia militar que visa acima de tudo resgatar valores e princípios gerais da boa educação.

Fontes ( projeto: Ordem, disciplina e cidadania com Rogério Ferrigo(Comandante), 3° Sargento Marcelo Picolo (Escrevente do projeto, Soldado Edmilson Schimitz(colaborador) e José Pedro Idalino ( diretor da EEB João Colodel)

José Pedro Idalino

Eu sou o professor Jose Pedro Idalino, e sou natural de Turvo, filho da capital Turvo Baixo. De 1979 a 1985 fui seminarista da Ordem dos servos de Maria. Me formei na PUC do Paraná em 1987 com licenciatura em Filosofia e bacharelado em História e psicologia. Iniciei minha carreira de professor, começando no Pedro Simon em Ermo depois Jorge Shultz e colégio estadual de Turvo atual EEB Joao Colodel, no qual estou a 29 anos e hoje atuo na direção do Colégio pela segunda vez. Trabalhei como professor também em escolas particulares como Objetivo, Energia e Universidades como Unisul, Unibave e Unesc. Na Unesc fiz pós graduação em História e Mestrado em Educação. Atuei como professor por 15 anos em cursos como História, Matemática, letras, arquitetura, enfermagem, Artes visuais, Psicologia, Engenharia de materiais, Pedagogia, Administração comercio Exterior e Direito.