Dia da criança e seu significado

Não é por acaso que o mestre Jesus tenha feito referências Sublimes ao universo  das crianças e todos lembramos destas suas afirmações :” vinde a mim as criancinhas, pois...

Geral
Por: Colunista Geral
0958f9a4f576d260a188ef40060e15ef

Não é por acaso que o mestre Jesus tenha feito referências Sublimes ao universo  das crianças e todos lembramos destas suas afirmações :” vinde a mim as criancinhas, pois delas é o reino de Deus”, e mais  ainda, “aquele que não tiver um coração de criança não entrará no reino dos céus”. Em outra passagem importante narrada no evangelho de Lucas, os discípulos iniciam um discussão  sobre qual deles seria o maior, ou seja o mais importante do grupo do mestre Jesus. Todavia Jesus ao perceber suas intenções que se passavam em seus corações, trouxe um menino(criança) junto a si e exclamou: ” Qualquer que receber este menino em meu nome, recebe-me a mim; e qualquer que me recebe a mim, recebe o que me enviou; porque aquele que entre vós todos for o menor, esse mesmo é grande”. (Lucas 9,48). Qual significado destas assertivas de Jesus em relação as crianças? Primeiramente Jesus faz referência a um coração de criança, e todos nós sabemos da profundidade que envolve esta afirmação. Uma criança não julga, não guarda mágoas, rancores ou ódios; é simples, humilde e leal. Cultiva sentimentos bons, e acredita nos sonhos de um mundo melhor;  utiliza a criatividade para resolver os quebra cabeça da vida;  fábrica castelos nas nuvens enquanto caminha com os pés no chão.  Seu sono é tranquilo com sonhos embalados na fantasia e levados por asas de anjos.  Quando Jesus fala em possuir um coração de  criança não está se referindo apenas a um período relativo a infância da vida humana, ele se refere a um estado que é peculiar às crianças mas que também pode ser acessado pelos adultos.  Por isso ele equiparou o coração de criança ao reino de Deus, quando afirmou que o reino não é  um lugar mas um estado de espírito que reside dentro de nós. Este estado de pureza, bondade, alegria, paz e felicidade é o protótipo do reino de Deus e para ingressá-lo é necessário possuir um coração de criança. A cabeça pode ser de adulto, desde que não seja dominada pelo julgamento e negatividade; em outras palavras pelo Ego.  A situação do Ego Jesus aborda na discussão dos discípulos quando se perguntavam quem era o maior dentre eles, ao que foi respondido pelo mestre de forma espetacular: quem quer ser o maior seja o menor, o mais humilde, o último, o que serve; em outras palavras tenha um coração de criança e assim será grande pois terá acessado o Reino de Deus dentro dele mesmo. Ao fazer isso receberá a recompensa que toda criança já possui que é viver em paz e feliz!  Que a passagem do dia da criança desperte em nós o desejo de nos desvencilharmos das couraças produzidas pelo nosso ego que nos prendem a dureza deste mundo e ao afrouxar os laços que prendem nossos sonhos ,  possamos libertar nosso coração e nossa alma para viver a verdadeira magia da vida na qual todas as crianças deste mundo já estão envoltas.

Fontes ( evangelho de Lucas- NT, e foto de  Jesus e as crianças das imagens do Google)

José Pedro Idalino

Eu sou o professor Jose Pedro Idalino, e sou natural de Turvo, filho da capital Turvo Baixo. De 1979 a 1985 fui seminarista da Ordem dos servos de Maria. Me formei na PUC do Paraná em 1987 com licenciatura em Filosofia e bacharelado em História e psicologia. Iniciei minha carreira de professor, começando no Pedro Simon em Ermo depois Jorge Shultz e colégio estadual de Turvo atual EEB Joao Colodel, no qual estou a 29 anos e hoje atuo na direção do Colégio pela segunda vez. Trabalhei como professor também em escolas particulares como Objetivo, Energia e Universidades como Unisul, Unibave e Unesc. Na Unesc fiz pós graduação em História e Mestrado em Educação. Atuei como professor por 15 anos em cursos como História, Matemática, letras, arquitetura, enfermagem, Artes visuais, Psicologia, Engenharia de materiais, Pedagogia, Administração comercio Exterior e Direito.