Com 63,3% de aproveitamento, Tubarão se despede da Série D

Após uma bela campanha na primeira fase, com cinco vitórias em seis jogos, e uma classificação emocionante diante do Brusque, o Tubarão acabou se despedindo da Série D neste...

Esportes
Por: Colunista Esportes
safe_image

Após uma bela campanha na primeira fase, com cinco vitórias em seis jogos, e uma classificação emocionante diante do Brusque, o Tubarão acabou se despedindo da Série D neste sábado, após ser derrotado pelo São José, no estádio Passo D’Areia, pelo placar de 2 a 0. Em sua primeira participação, o Peixe termina como melhor Catarinense na competição, com 63,3% de aproveitamento. Pela 3ª colocação no Estadual, a equipe está garantida na próxima edição da Série D, em 2019.

– Foi um primeiro ano do Tubarão na Série D. Sabíamos que era uma competição muito difícil. É uma pena São José e Tubarão, dois times com totais condições de buscarem o acesso e com duas das melhores campanhas, se enfrentarem nesta fase. Mas, o regulamento é assim e nós sabíamos. Saímos com a cabeça erguida – afirma o técnico Waguinho Dias.

Na primeira etapa, após cobrança de falta e duas bolas na trave, Felipe Guedes chutou forte e abriu o placar para os donos da casa. No segundo tempo, o Tubarão teve um pênalti a seu favor, mas Fábio defendeu. O goleiro ainda ampliou a vantagem dos gaúchos, cobrando penalidade máxima. O Peixe foi para cima e tentou reverter a desvantagem, porém acabou esbarrando na boa defesa do São José.

– Desfalques sempre afetam, mas não foi a causa da nossa derrota. Quem entrou fez bem o seu papel. O São José foi superior, principalmente por saber jogar no seu campo – complementou o treinador.

O Tubarão encerra sua participação na Série D com uma das melhores médias de público entre os 68 clubes – 2.203 torcedores por partida. O clube aguarda a confirmação da Copa Santa Catarina e em 2019 disputará o Campeonato Catarinense, Copa do Brasil e Série D.

Cristina Possamai

Natural de Turvo (SC). Jornalista formada. Aficionada pelo mundo do esporte com experiência na cobertura do Criciúma nas séries A, B e C do Brasileirão. Participação na área de Operações de Imprensa na Arena da Baixada (Curitiba) durante a Copa do Mundo de 2014 e atuação nas Olimpíadas do Rio 2016 no Maracanã e no Estádio Nilton Santos.