1° feira da agricultura familiar em Turvo

Na última quarta feira 10/10, ocorreu em Turvo a primeira feira da agricultura familiar do município .Este evento foi promovido pela secretaria da indústria, agroindústria, comércio, trabalho e desenvolvimento...

Geral
Por: Colunista Geral
IMG-20181013-WA0073

Na última quarta feira 10/10, ocorreu em Turvo a primeira feira da agricultura familiar do município .Este evento foi promovido pela secretaria da indústria, agroindústria, comércio, trabalho e desenvolvimento comunitário, pasta esta comandada pela Secretária Natássia Bilésimo. Com amplo apoio do Prefeito municipal Tiago Zilli e a parceria dos produtores familiares foi possível segundo Natássia a realização desta primeira feira. Na ocasião entre as 13:00 e 19:00 foram ofertados mais de 30 variedades de produtos deste modelo de agricultura sendo vendidos diretamente por eles. Entre os produtos destacaram-se pães e massas, biscoitos, doces caseiros, embutidos, verduras e frutas, pratos congelados, filé de tilápia, açúcar mascavo, melado, plantas ornamentais, artesanatos em geral entre outros. Segundo a Secretária Natássia este é mais um passo desde que foi criada a cooperativa da agricultura familiar pouco tempo atrás.Nesta modalidade estão sendo resgatados os pequenos agricultores e produtores do município que antes já produziam, mas que não possuíam amparo incentivo para a venda de seus produtos. O prefeito Municipal Tiago Zilli destacou a importância do apoio da administração municipal no sentido de valorizar a agricultura familiar, os pequenos produtores e seus produtos gerando renda e maior poder aquisitivo para todos; além é claro de incentivar as pessoas a consumirem um produto mais saudável, vindo diretamente do produtor. Natássia também lembrou que este evento representa a concretização de um sonho no sentido de resgatar um modelo de agricultura que ultimamente vem crescendo muito, principalmente em Santa Catarina. Com a feira vem a exposição e a visibilidade de produtos que poderão ter mais procura e desta forma mais oportunidades de comercialização. Outro fator importante, diz respeito ao modo de produção que se efetiva de forma sustentável respeitando acima de tudo o meio ambiente e a natureza. Sabemos que existe uma tendência mundial buscando um consumo mais natural e orgânico,onde as diferenças entre produtos para consumo e alimentos saudáveis começam a ficar mais evidente. De olho numa nutrição mais balanceada, já vemos campanhas incentivando as pessoas a comerem e beberem menos, mas consumindo produtos melhores. Um exemplo para o mundo onde se pratica este modelo de agricultura vem do Japão, mais precisamente no povoado de Ogime no estado de Okinawa, pertencentes a ilha de Kyushu. A maior concentração de longevos do mundo está em Ogime, cujas características se observam: uma agricultura familiar e saudável sem uso de aditivos químicos; produção e venda de forma solidária; estabelecimento de relações de pertencimento a partir de reuniões e festas; viver com otimismo e sempre cultivando as amizades;viver sem pressa e acima de tudo ter um propósito para viver, ou seja, algo que motive e de sentido para viver cada dia. Interessante que este estilo de vida já foi presente entre os primeiros colonizadores do nosso município e talvez por isso viviam de forma simples e eram felizes. Resgatar o que um dia já foi importante, agora com o apoio da tecnologia do século XXI, pode ser um passo primordial para vivermos mais e com maior qualidade de vida. Parabéns a administração municipal pela bela iniciativa!!

Fontes:(Administração municipal, Ikigai: os segredos dos japoneses para uma vida longa e feliz)

José Pedro Idalino

Eu sou o professor Jose Pedro Idalino, e sou natural de Turvo, filho da capital Turvo Baixo. De 1979 a 1985 fui seminarista da Ordem dos servos de Maria. Me formei na PUC do Paraná em 1987 com licenciatura em Filosofia e bacharelado em História e psicologia. Iniciei minha carreira de professor, começando no Pedro Simon em Ermo depois Jorge Shultz e colégio estadual de Turvo atual EEB Joao Colodel, no qual estou a 29 anos e hoje atuo na direção do Colégio pela segunda vez. Trabalhei como professor também em escolas particulares como Objetivo, Energia e Universidades como Unisul, Unibave e Unesc. Na Unesc fiz pós graduação em História e Mestrado em Educação. Atuei como professor por 15 anos em cursos como História, Matemática, letras, arquitetura, enfermagem, Artes visuais, Psicologia, Engenharia de materiais, Pedagogia, Administração comercio Exterior e Direito.